Moda online: como se destacar nesse grande mercado?

mulher embalando produtos moda online

O momento atípico que a população mundial está vivendo fez com que as pessoas mudassem a maneira como fazem compras. Isso influenciou também na procura, por parte dos empreendedores, por novas formas e ferramentas de venda. No mercado da moda isso não foi diferente, o que levou muitas lojas a migrarem para a modelo online.

A categoria de Moda e Acessórios está entre os primeiros lugares em volume de produtos vendidos no comércio eletrônico e figura entre os segmentos de e-commerce mais bem avaliados pelos clientes.

A moda é um segmento que não para e está em constante atualização, até por conta do dinamismo da área. Nesse sentido, varejistas procuram turbinar as vendas oferecendo soluções de compra cada vez mais rápidas aos clientes.

Um dos motivos desse crescimento são as possibilidades que as organizações encontraram de oferecer seus produtos também pelas redes sociais ou demais plataformas que promovem visibilidade à marca e impulsionam as vendas.

 

O crescimento do mercado de vendas online

As vendas online do e-commerce brasileiro registraram recorde de crescimento no faturamento e no volume de vendas nos anos de 2020 e 2021. Isso se deu, em grande parte, em função da preocupação das pessoas em se proteger da Covid-19.

Com as restrições de circulação para conter a transmissão do vírus e o novo formato de trabalho remoto, as pessoas passaram a comprar mais pela internet. Só durante o ano de 2020, as lojas online ganharam 42,9 milhões de consumidores únicos.

No primeiro semestre de 2021, o e-commerce bateu recorde de vendas mais uma vez, atingindo R$ 53,4 bilhões em faturamento, segundo relatório Webshoppers, o mais amplo sobre o setor do país. O aumento foi impulsionado pelo aumento de 22% no valor ticket médio, que passou para R$ 534 reais. Além disso, o número de pedidos, que chegou à marca de 100 milhões, com aumento de 7% na comparação com o primeiro semestre do ano anterior.

Números como esses apontam a necessidade de os empreendedores se adaptarem e reinventarem a maneira como vendem seus produtos.

Como entrar no mercado de moda online?

 

Assim como em qualquer outro mercado, para começar o negócio próprio de moda online, é preciso muito planejamento e estratégias de curto, médio e longo prazos. Investir em moda pode ser uma boa saída para sobreviver à crise em que o mundo está vivendo atualmente.

Entretanto, é preciso se abastecer de informações sobre o mercado, sobre a concorrência, o nicho de negócio, entre outros dados que podem contribuir para acertar de forma efetiva o primeiro passo.

O mundo da moda vive de tendências, por isso, manter-se atualizado é o mínimo para ser competitivo. O empreendedor da área precisa acompanhar o trabalho dos concorrentes, desde as grandes marcas até os competidores de menor porte, a fim de conhecer as práticas de venda, divulgação e, claro, as peças e acessórios que estão em alta.

Dicas para se destacar no mercado de moda online

 

mulher vendendo moda online

Se você vai vender moda online é preciso ter atenção a tudo que acontece nesse mercado. A dica é sempre consultar publicações especializadas , bem como de concorrentes, como blogs, canais de vídeo, anúncios em buscadores e redes sociais, entre outros.

Uma boa alternativa também é participar de eventos corporativos voltados para o setor, mesmo que, com a pandemia, eles estejam sendo realizados de forma remota. Sempre que possível, é interessante fazer cursos de gestão e aprimorar o conhecimento acerca de ferramentas de venda.

Apesar de parecerem difíceis, as metas – principalmente as financeiras, são importantes para nortear o empreendedor e dar a diretriz de onde se quer chegar com a loja online. Sendo assim, é possível criar metas mais curtas, com período menor para alcançá-las, ou maiores, como um plano de expansão, por exemplo.

Para isso, alguns passos iniciais podem ser importantes para se destacar no mercado de moda online, entre eles:

Conheça o mercado

Saber em qual área deseja ingressar é importante para definir estratégias. O mercado é amplo e existem possibilidades em diversos segmentos, como roupas infantis, peças para público plus size, opções para pessoas do sexo masculino e/ou feminino, entre outras.

Capriche no mix de produtos

Além de identificar o tipo de produto é importante variar a oferta para compor o mix de vendas e, ainda, pensar em produtos complementares. Por exemplo, uma loja de roupas infantis pode oferecer também sapatos, laços de cabelo, itens de perfumaria, entre outros.

Escolha a plataforma certa

 

mulher fazendo compras online

O investimento em infraestrutura de qualidade para a loja virtual começa pela escolha da ferramenta, bem como na disponibilidade da internet. Hoje em dia é possível contar com plataformas voltadas diretamente para o e-commerce que oferecem rapidez e agilidade.

Uma das opções que você pode considerar é a BigShop. Com experiência de mais 10 anos impulsionando o mercado de moda, plataforma oferece modelos de layout otimizados e ferramentas especialmente desenvolvidas para vender nesse segmento com o melhor custo benefício. Solicite o contato de um de nossos consultores para identificar a solução mais adequada às suas necessidades.

Invista em marketing

Muito se engana quem pensa que investimento em ferramentas de marketing não leva o negócio a nada. Atualmente, existem opções mais em conta para que os empreendedores exponham sua marca, principalmente nas redes sociais.

Faça da loja uma vitrine

Apesar de online, a loja do segmento de moda é um negócio que mexe bastante com o visual e atrai olhares dos consumidores pela beleza das peças. Uma boa opção é investir em fotos atrativas para que o negócio tenha o alcance de público esperado. O que nos leva ao próximo passo.

Faça fotos profissionais

Como dissemos, no segmento de moda online o público compra os produtos primeiramente pelo apelo visual de cada peça. Vale, portanto, o investimento em imagens/fotografias de qualidade para expor o que a peça tem de mais bonito.

Fotos com detalhes, compondo ambientes ou outros acessórios, por exemplo, têm um apelo visual forte e despertam o desejo de comprar no consumidor .

Imagens de qualidade podem ser usadas tanto em peças de marketing, quanto para compor a vitrine da loja. Por isso, contar com a atuação de um fotógrafo profissional é importante para agregar valor à cada peça.

Capriche na descrição

O fato de o cliente não estar presencialmente no momento da compra o faz ter necessidade de mais informações sobre os produtos. Ou seja, dê ao cliente todas as descrições do produto de forma clara e direta, especialmente em relação aos tamanhos e tecidos.

É importante que o site também tenha uma tabela especificando os moldes usados — ou seja: quais são as medidas das peças de cada tamanho, como por exemplo, do P, M e G.

Foque no atendimento e suporte

Independente do ambiente em que o negócio está inserido, seja online ou físico, o bom e velho atendimento de qualidade ainda é determinante para que os consumidores se tornem clientes fieis e, também, que indiquem a marca para outras pessoas.

Assim, não basta ter uma plataforma rica em detalhes se o atendimento é ruim. O bom atendimento é o fator que sustenta as demais ações de venda. É preciso atenção com o cliente para se destacar em meio à concorrência no mundo da moda online.

 

Melhores lojas de moda online para você se inspirar

 

mulher segurando sacola moda online

Como falamos anteriormente, o comércio de moda online no Brasil tem apresentado significativo aumento nos últimos anos. Isso ocorreu porque as pessoas precisaram ficar em casa para se proteger da Covid-19, passando a usar, cada vez mais, plataformas online para compras.

E parece que esse formato chegou para ficar justamente por ser mais cômodo, rápido e, em alguns casos, mais barato do que comprar em lojas físicas. Além disso, o consumidor pode visitar diversas lojas online ao mesmo tempo sem sair do lugar.

A estimativa é de que o setor cresça ainda mais nos próximos anos e que o segmento de Moda e Acessórios continue entre os primeiros no ranking de faturamento. Se o cliente for fidelizado, a chance de ele voltar a comprar e de indicar a loja para mais pessoas são bem maiores.

Para te ajudar na hora de montar seu próprio negócio, listamos algumas marcas que fazem a diferença no segmento de moda online para você se inspirar.

 

Zattini

Pertencente ao grupo Netshoes, uma das maiores lojas de e-commerce do país, a Zattini foi criada para oferecer o que a “matriz” não oferecia, ou seja, acessórios do segmento de moda.

Atualmente, a loja virtual oferece mais de 28 mil produtos de mais de 200 marcas diferentes de calçados, roupas e acessórios para qualquer gênero. Entre as marcas vendidas estão: Cavalera, Colcci, Calvin Klein, Ramarim e Ferracini.

De navegação fácil e intuitiva, o site é organizado por categorias – parecido com o da Netshoes, com filtros por marcas, preços, tamanhos e descrição dos produtos. Outro ponto de destaque é a certificação “Certisign”, Autoridade Certificadora líder da América Latina, que oferece segurança nas transações.

Com entrega para todo Brasil, a Zattini possui um dos fretes mais rápidos e que, ainda, possui gratuidade em compras a partir de R$ 99,00. Outra opção é a entrega expressa, o cliente recebe o produto em 48 horas.

Assim como a Netshoes, a Zattini possui  certificação “RA 1.000” do Reclame Aqui, selo dado a empresas que se destacam no relacionamento com seus clientes. O selo atesta a legitimidade e a boa reputação da marca no mercado online. A loja também possui aplicativo, disponível no Google Play e Apple Store, possibilitando ainda mais praticidade nas compras.

 

Posthaus

Praticamente uma veterana no segmento, criada em 2007, a Posthaus possui mais de 15 mil itens à venda nas categorias de moda feminina, masculina, plus size, infantil, calçados e acessórios.

No catálogo, a loja dispõe de marcas nacionais e internacionais, além de produtos de outros segmentos, como artigos para casa, pets e brinquedos. A entrega é realizada em todo território brasileiro com frete grátis em compras acima de R$ 199,00.

A troca do produto pode ser feita sem custos uma vez por compra e há também a possibilidade de devolução com ressarcimento do valor gasto. O site da Posthaus é certificado pela ClearSale, empresa especializada contra fraudes na internet.

As informações do site são bastante claras e estão disponibilizadas por vários guias de moda, como explicações sobre como comprar roupas no tamanho certo sem ter que experimentá-las, por exemplo.

Para completar, a Posthaus oferece uma revista de moda e estilo gratuita para seus clientes, pronta para download no site. A loja é bem avaliada no Reclame Aqui, com nota do consumidor de 6.7 (em 10) e índice de “Voltaria a fazer negócio” de 72.3%. O aplicativo também encontra-se disponível para Android e iOS.

YouCom

Inovação é a principal característica da YouCom, que possui preços acessíveis e foco na moda jovem. Membro das Lojas Renner S.A, a loja oferece uma variedade de descontos e campanhas de frete grátis para que o consumidor possa ter a melhor experiência de compra.

A Youcom também possui uma boa avaliação no Reclame Aqui. Com nota de 7.9 em 10, 64,1% dos seus compradores afirmam que voltariam a fazer negócio com a loja.

 

C&A

Uma das principais lojas de departamento físicas do país, a C&A também entrou no mundo virtual e passou a oferecer compras online. Os clientes têm a opção de receber em casa ou de retirar o produto comprado pela internet na loja física.

As compras realizadas via site ou aplicativo da C&A, com pagamento aprovado até às 17h, podem ser retiradas em uma loja física em até três horas por meio do serviço Clique & Retire, a depender da disponibilidade do produto escolhido na unidade.

A modalidade está disponível em 276 unidades da marca na maioria dos estados brasileiros, com exceção apenas de Santa Catarina e Ceará. A expectativa da companhia é levar a facilidade para todas as lojas até o final deste ano, além de implantá-la nas inaugurações previstas para 2021.

Já para aqueles que desejam receber os produtos sem sair de casa, a C&A conta com o modelo de entrega tradicional com possibilidade de recebimento em até dois dias úteis a depender do estado e cidade do endereço indicado pelo cliente.

Dafiti

Uma das pioneiras no comércio virtual, a Dafiti faz parte também do mercado internacional. Só no Brasil, são mais de mil marcas e 110 mil produtos separados em cinco categorias: roupas, sapatos, acessórios, beleza e decoração.

As opções de entregas rápidas são válidas apenas para algumas regiões do estado de São Paulo, mas a entrega é feita em todo o território nacional. O frete é grátis para compras acima de R$ 99,90 nas regiões Sul e Sudeste, com valor acima de R$149,90 nas regiões Centro-Oeste e Nordeste, e com valor acima de R$199,90 na região Norte.

Destaque para a política de devolução das mercadorias gratuitamente em até 30 dias. A Dafiti também tem uma revista virtual, disponível em seu site através da plataforma Issu, com editoriais de moda e dicas de estilo.

No Reclame Aqui, a empresa tem boa reputação, com nota do consumidor 5.09 e 53,4% de clientes que voltariam a fazer negócio. Na primeira compra, se ela for acima de R$ 170, a Dafiti oferece R$10 reais de desconto. Além disso, o site é blindado contra roubo de informações e clonagem de cartão oferecendo ainda mais segurança aos clientes.

Outras grandes marcas já investiram no mercado e-commerce, tendência principalmente no momento atual, com a restrição de circulação das pessoas devido à pandemia da Covid-19.

Entre elas, algumas já nasceram online e outras que, primeiramente, inauguraram lojas físicas, também começam a disponibilizar as ofertas no mundo virtual.

Conclusão

 

pessoas comemorando moda online

É de conhecimento de todos que o momento vivido pelos brasileiros é de grandes transformações em diversos aspectos da vida.

A pandemia da Covid-19 obrigou a maioria a rever hábitos e mudar as formas de trabalho, de organização financeira, bem como o comportamento de consumo. Agora, os consumidores estão mais aptos a comprar online e buscam pelas alternativas mais adequadas e vantajosas para fazer bons negócios.

As lojas que oferecem mais segurança em compras online, com fretes razoavelmente mais baratos e com possibilidade de escolher produtos de forma mais detalhada, com riqueza e clareza de informações, saem à frente na concorrência.

Flexibilidade e agilidade, muitas vezes, são as palavras de ordem no mercado e-commerce e se tornam essenciais para garantir qualquer tipo de negócio, principalmente o de moda, tão volátil e dinâmico.

Cada empresário deve conhecer profundamente seus consumidores para oferecer a eles exatamente o que desejam. Alternativas como lembretes de aniversário e datas especiais podem ser uma forma de fidelização e humanização da compra virtual.

Podemos afirmar que o futuro do mercado de moda no varejo são as plataformas digitais. Nelas as possibilidades são infinitas e quem, porventura, oferecer soluções inovadoras e maior segurança de compras para os clientes, consequentemente, mais venderá.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *